sábado, 21 de maio de 2011

alice melo monteiro gomes



cata vento
inverte o movimento
leve o pensamento
para o outro lado do litoral
despeja em mim o vento
transborda esse momento
no meu peito carnaval

em um útero que deixei sementes
nasceram filipe e flora
que me ensinaram a profissão de pai
de outro útero você veio agora
e me acorda sempre
antes do dia amanhecer

abençoada pelos deuses
 do mar e da chuva
alice era mais que um sonho
que a gente acreditava
que um dia ia nascer